domingo, 7 de março de 2010

Prazer por prazer!

Cada dia mais me convenço que, cada vez mais, o prazer acima de tudo tem sido uma busca das mais contemporâneas.
Busca-se em tudo o prazer!
Seja nas relações íntimas, não íntimas, sociais e digamos que principalmente as sexuais.
No momento que escrevo este post busco de certa forma prazer.
Prazer em ter meu texto lido por alguém e, por conseguinte talvez eu cause um des-prazer em alguém que pode não gostar do que escrevo ou simplesmente não concorda.
Mas o tema não é de todo um mal.
É apenas uma provocação.
É normal buscar o prazer acima de tudo?
O prazer é algo coletivo? Ou permanece uma busca de satisfação pessoal?
Sexo casual. Só sexo. Sem envolvimento.
Talvez, quem sabe, quando as duas pessoas estão cientes disso, não seja de todo um mal e a busca pelo prazer então não tenha sido vã.
Mas e quando isso não acontece? E quando o prazer está agregado a outros desejos, como os de posse, poder, ganância, etc.
Que prazer é esse? Que benefícios ele traz?
Nosso mundo judaico-cristão só no nome é muito mais neo-liberal do que pensamos.
A teoria do “ter para ser” ultrapassa os cofres e chega até o coração.
Não se pode ter tudo.
Mas o sentimento virou moeda de troca, disponível no comércio.
Compram-se as relações. Vendem-se corações, amores, afetos, etc e também sexo!
Há de sofrermos nessa guerra contra o lucro do prazer? Há de lutarmos? Ou resistimos passivamente?
“NO PAIN, NO GAIN”*
Beijos e até a próxima.


*“Sem sofrimento, Sem resultados”

Um comentário:

  1. Prazer..


    Falar do prazer é falar de sentimentos aos quais nos leva ao conhecimento geral do que nos satisfaz e nos coloca frente a frente com nossas necessidades.

    Muito interessante ter tocado nesse assunto porque muitos só pensa no prazer como ato referente à sexualidade.

    Um grande abraço.

    Paz e Bem

    ResponderExcluir