segunda-feira, 17 de maio de 2010

VIDA SEM PAIXÃO É FODA!

Oi gente...

No sinal de trânsito, vi uma faixa e descobri que hoje é dia mundial da luta contra a homofobia! E, ao chegar no trabalho, li num artigo do jornal que não basta só levantar bandeira, tem que lutar. Agora eu digo, e lutar em todos os sentidos.
Isto inclui lutar por um grande amor, ou se for o caso, uma grande paixão. Sim! E porque não? È isso mesmo, lá vem eu novamente falando de paixão. (Risos).

E o que é a paixão? o que é estar apaixonado?
A Wikipédia (biblioteca dos internautas) não é muito animadora pra definição:

A paixão (do verbo latino, patior, que significa sofrer ou suportar uma situação dificil) é uma emoção de ampliação quase patológica. O acometido de paixão perde sua individualidade em função do fascínio que o outro exerce sobre ele. É tipicamente um sentimento doloroso e patológico, porque, via de regra, o indivíduo perde a sua individualidade, a sua identidade e o seu poder de raciocínio.
Nem vou continuar porque as definições são as mais cortantes...(risos) dá até vontade de não se apaixonar nunca e passar logo pro estágio do amor. Mas...

Bom, já Houais, define que “ paixão é uma emoção muito intensa” pronto. Creio ter achado a definição mais adequada.

Fazer o que, é assim: a paixão move o ser humano. Viver apaixonado, por alguma coisa, é importante. Dá todo um colorido pra vida,e as vezes dolorido, mas sem essa de martírio. Paixão dolorida só a de Cristo! ABRE ASPAS E foi por uma boa causa. Foi o ato extremo de amor. Só alguém apaixonado pela humanidade poderia ter feito o que Ele fez. FECHA ASPAS.

Outro dia chamaram meus textos de confessionais demais, apaixonados demais.
Mesmo estudando literatura sei não... a confissão é sempre pessoal e tentar entender as pessoas pela literatura que escreve é sempre um risco. Diga-se de passagem, Florbela Espanca. Que só pq a coitadinha suicidou-se e tinha uma escrita pessimista em relação à vida acharam que a poeta era depressiva. Suicídio era moda. Ainda bem que essa moda passou.

Mas, voltando ao assunto, antes que eu me perca, acho necessária a paixão.
Os grandes movimentos e momentos da humanidade foram motivados pela paixão. A história dá conta disso.


Quanto a mim. Gosto de estar apaixonado, sentir-me apaixonado. Sinto-me vivo.

Recebi um telefonema. Acho que estou apaixonado. (risos) Eu disse acho. Não tenho certeza ainda. Estou percebendo os sintomas.


E não há medidas para a paixão. Não há pré-seleção. Não há regras. Há sim, um forte desejo, quase que incontrolável de querer bem, querer já.
Os benefícios são inúmeros, mas há de se ter paciência, serenidade e calma para não sucumbir aos malefícios da paixão.

Antes de qualquer coisa sou alguém apaixonado pela vida! E creio que você também deve procurar ser assim!

Tente! Vamos lá. Sorria. Apaixone-se. Busque algo para acreditar. Para lutar.
Vá ser feliz! Vá viver uma grande paixão seja ela por quem, ou por o que quer que seja!
Apaixone-se! Viva a paixão!


Ah, um belo dia chamaram meu texto de poesia podre. Nem liguei. Pessoa sem paixão é foda. (argh)

Poesia sem paixão, não é poesia.


Beijos e até a próxima.

4 comentários:

  1. Lindo texto ! Linda mensagem ! O final do seu texto vou levar pra minha vida ! E por coincidência, hoje estreia a novela PASSIONE, da GLOBO, que é PAIXÃO em ITALIANO ! rs Adoreeei, meu queridoooo...beijos !

    ResponderExcluir
  2. Vc tem razão!!!!!
    Adorei o texto!
    bj

    ResponderExcluir
  3. Como sempre, Liiinndo texto!!
    bjus...

    ResponderExcluir
  4. paixão faz parte da vida!adorei o texto abraço.

    ResponderExcluir