sábado, 10 de julho de 2010

Aprender a amar II

De fato eis a questão: como aprender a amar?
Não resolve nosso dilema apenas dizer que o amor é aprendizado pra toda vida e que cada dia se aprende mais sobre o próprio amor e sobre quem a gente ama.
Sim! Porque ninguém ama sozinho.
Mesmo que seja um amor não correspondido, há sempre o outro lado, que não ama, que despreza, que repudia, que se vangloria mas que não co-responde!
Triste?
Sim, triste. Mas não o fim.
Não é o fim porque esse sentimento, O AMOR, ele NÃO CHEGA PRONTO!
E por isso é tão necessário aprender a amar.
Lidamos com o Amor como se este fosse algo fácil de se lidar.
Numa única metáfora: o amor é como preparar o arroz de cada dia.
Perceba: o amor é simples, mas não é fácil.
Quem nunca queimou o arroz?
Tudo é uma questão de combinação: tempo de espera, ingredientes certos, dedicação, cuidado, e por ai vai.
O amor é assim. Não há regras, há modos de se aprender. De se perceber, de se servir, e por que não, desse amor.
Até mesmo o outro lado. O que não ama? O que não percebe? O que não co-responde?
Esta pessoa também aprendendo a amar. Lógico que por outra via.
Ah! e tem isso: o amor, as vezes, escolhe vias não muito “agradáveis” de se fazer entender.
Mas... nós, que amamos e estamos aprendendo a amar, estamos aqui sempre nessa “(des)ventura” de experimentar o amor.
E estejamos livres de (pré)conceitos!
Sempre é bom dar asas ao amor e viver!
Entregar-se sim! Mas, com reservas.
Não precisamos entender tudo sobre o amor numa noite!
Guarde pro dia seguinte.
Mamãe sempre diz, numa lição de administração familiar, quem economiza hoje sempre tem pra amanha!
Por que comer as duas paçoquinhas agora, se eu posso comer uma hoje e outra amanha?
Amanha quando eu quiser terei o mesmo prazer de antes.
Façam o teste.
Guardem sempre um pouco de amor pro dia seguinte.
Não estou dizendo pra não amar.
Pelo contrário: ame, ame muito, mas com moderação.
Tudo que é demais enjoa ou acaba logo!

Desejo um amor inesgotável pra cada um.
Mas e se esgotar? Será que esgota?

Humm... rsss
Acho que isso pode ser o texto da semana que vem!

Um grande beijo e até a próxima!

Com carinho de sempre

Edson Flávio

5 comentários:

  1. OI Flávio é sempre um privilégio ler seus textos. O amor tem que ser dosado a cada dia, pois em excesso sufoca! e quando falta acaba! É importante refletir sobre isso.. Te desejo um amor inesgotável também querido ... abraço e Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Como sempre, amei seu texto. Realmente "o amor é simples, mas não é fácil", a metáfora exemplifica fielmente como é amar. E desejo que a cada dia possamos ter uma reserva de amor a dar, e que a cada dia renovemos ela. Abraço amigo.

    ResponderExcluir
  3. Querido amigo adoro os seus textos, isso você já sabe, mas esse é especial para mim, pois é isso que tenho tentado fazer a cada dia: amar na medida certa, adoreia a metafora, e sinto perfeitamente o que é renovar uma amor a cada dia, afinal estou com o meu a oito anos e cada dia descobrimos juntos um pouquinho do outro, te amo amigo...bjos

    ResponderExcluir
  4. Amigo....você me surpreende cada dia mais... tudo que você faz é carregado de competência e muito amor. Desde meu casamento que não sei como agradecer todo o carinho e cuidado que você teve comigo e com todos a minha volta, transformando uma festa em um dia perfeito digno de um conto de fadas.... Obrigada por tudo. Seu texto é lindo, assim como tudo que vem de você...
    Saudades...
    Bjinhos
    Janaína

    ResponderExcluir
  5. Estou sem palavras ! Texto maravilhoso, perfeito ... só poderia ter sido vc mesmo ! Amigooo, vc realmente me surpreende, e espero um dia desses da minha vida, ir a uma noite de autógrafos do seu primeiro livro ... beijos ... AMO-TE ♥ !!!

    ResponderExcluir