sábado, 7 de agosto de 2010

(con)viver com paz+ciência

Oi gente... antes de qualquer coisa, perdão pela demora!!!
Prometo que não fico mais tanto tempo sem escrever... mas aconteceu tanta coisa nesses dias que foi impossível escrever!!!!
Deixando as desculpas de lado estou chegando com mais um texto novo para vocês, espero que gostem!!!
Olha que já tentei falar de outra coisa que não seja relacionamentos, mas tá ficando difícil...

E relacionamento é sempre algo que deixa a gente louco. (louco de amor ou louco de ódio...rss)
Tô mentindo? Rss
Já dissemos eu te amo! Que maravilha, quantas pessoas tem a oportunidade de saberem-se amadas e terem alguém do seu lado que possa dizer isso e é lógico dizer a todos a mesma coisa.
Mas não basta só dizer eu te amo!!! (eu disse que tá ficando difícil)
A gente (além de querer a pessoa pronta!) quer a pessoa igualzinho a gente! Rss..
Se a gente diz eu te amo quando desliga o telefone, a pessoa tem que dizer também.
Se manda mensagem no celular 10 vezes por dia, a pessoa tem que responder as 10 vezes. Do contrário é melhor nem escrever respondendo a décima porque a 11ª mensagem será uma bomba nuclear! Cuidado.
E os e-mails? Não respondeu? Mas como? Não teve tempo? O que custa parar 1 minutinho na frente do computador e enviar uma linha que seja? É definitivamente cruel.

Somos cruéis sim! E nem adianta balançar a cabeça de um lado pro outro quando lê o texto, porque a gente sempre espera que a pessoa (re)aja da mesma forma que (re)agimos.

Infelizmente nos esquecemos que não somos iguais. E ainda bem que não somos!
Somos seres ímpares e por diversos motivos tivemos experiências diferentes até chegarmos onde chegamos.
E se,mesmo depois de chegarmos onde estamos e por uma dádiva, ou outra coisa que se possa atribuir o mérito, em determinada altura da vida encontramos uma pessoa que nos ama ao ponto de dizer EU TE AMO todos os dias, ainda agimos "exigindo" que a pessoa seja como nós: é melhor (re)pensarmos sobre nossas atitudes.

E isso vale pra ambas as partes, sem culpar nenhuma.
O sentimento de culpa não combina com o amor.
O amor é ausência de culpa. Quem vive no amor não vive na culpa, pq o amor é sempre perdão! É sempre volta! É sempre vida!
Antes, durante e depois de todas nossas atitudes com a pessoa amada, mas nesse caso específico de querer que “a outra pessoa” aja como nós agimos, a máxima para atingirmos, juntos, um equilíbrio no relacionamento é a paciência.
Paz+ciência – a união de duas coisas: PAZ (porque ninguém consegue fazer nada perturbado) e CIÊNCIA (porque ninguém consegue fazer nada sem pensar)
É somente pela paciência que a gente consegue entender o outro, esperar o outro, conviver com o outro.
Não que isso substitua o amor, pelo contrário, só consegue obter essa paciência necessária quem já vive o sentimento do amor verdadeiro, forte, intenso, gentil, sério, maduro.
Entender os motivos que levam o outro a agir “assim” ou “assado” faz parte de um crescimento maduro. É crescimento dentro de uma relação.
Até porque viver na fase de “Alice no país das maravilhas” não dura a vida toda. Sempre chega a hora do “e o vento levou” ou então da “missão impossível” e por aí vai.
O que estou querendo dizer é que estes momentos que nos cercam numa relação, de certa forma, são momentos-chave para entendermos o outro e a nós mesmos.
Refletir sobre nossas práticas e sobre as práticas do outro faz bem. Mas isso deve ser algo sereno, tranquilo.
Deve ser algo cheio de paz e ciência.
Estar com alguém e (com)viver com essa pessoa é uma tarefa árdua, pela diferença das duas pessoas, mas é uma tarefa feliz.
Amar é um desafio sim, porém mais que um desafio é uma aventura.
Uma incrível aventura.
Boa aventura pra todos nós!

Beijos e até a próxima!

Edson Flávio

20 comentários:

  1. Amoreeeeeeeeeeeeeeeeeeeee.....lindo o seu texto. E posso me atrever em dizer que, na minha opinião, é o melhor dos seus textos. E digo mais: se fosse escrito para mim não seria tão perfeito!!! rs, vou até encaminhá-lo, se assim me permite...rs
    Saudade demais de você!!!!
    Amoooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  2. Flávio,não tem como deixar de ler o que escreve,pois toda vez que tenho o privilégio de apreciar seu trabalho costumo dizer a mim mesmo que parece que escreve para mim. Realmente acredito muito em relacionamento, no amor, mas antes de mais nada se não tivermos paciência com cita no texto não conseguimos levar adiante, amar é uma aventura mesmo, amar é ceder, compreender, amar é ter muita paciência , Oh Deus dai me paciência então!!! adorei seu texto como sempre. do seu Fã numero 01

    ResponderExcluir
  3. Realmente vc demorou demais, amore ! Meu F5 já nem funciona mais ... rs ... Então ! Eu simplesmenye achei esse texto fantástico ... apesar de que essa PAZ+CIÊNCIA que vc coloca no texto, ultimamente tenho comigo mesmo e não com uma outra pessoa ... nem eu me aguento ... rs ...
    Preciso me segurar pra não me separar de mim ...
    Beijooos, meu amigo, mais uma vez vc arrebentou ... ♥

    ResponderExcluir
  4. Relacionameto sempre vai ser complicado, por isso sempre estamos nos arriscando nessa "Aventurea" que é tão boa rsrs.
    Esse texto fala muita coisa, nunca vai ser tudo perfeito, nem a pessoa perfeita teremos pra sempre, mas teremos a pessoa certa rsrs....mesmo com todos os defeitos rsrs...Fantástico texto...Parabéns mesmo Edsonnn...bjocas!!!!

    ResponderExcluir
  5. Lindo texto Edsonnnn

    amei a parte que diz
    "Refletir sobre nossas práticas e sobre as práticas do outro faz bem. Mas isso deve ser algo sereno, tranquilo"

    beijos
    saudadess

    ResponderExcluir
  6. Sei não,mas me parece que seus textos estão perdendo um pouco a qualidade, tá faltando alguma coisa...parece que se fechar os olhos, verá Ana Maria Braga e outras apresentadoras do gênero discorrendo as suas 'filosofias de banheiro'. Ainda assim, valeu pelo esforço, dada a sua preocupação com o mestrado e querer se superar a cada texto, mas lembre-se que a bajulação é um pecado tanto para quem a recebe como para quem a pratica.

    ResponderExcluir
  7. Oi amado!
    Eu nunca disse "eu te amo" todos os dias para alguém...Tampouco ouvi rsrsrs. Talvez por isso eu esteja meio amarga e até sem vontade de fazer um comentário digno do seu texto. Quando eu melhorar farei observações que seus textos merecem.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Adorei o texto!
    E concordo com o que escreveu!
    Adorei!

    ResponderExcluir
  9. texto forte, hen amigo? Você tenta fugir do tema mas não consegue srsrsrs.
    é aquela coisa, né. o Outro nos completa. precisamos dele para que nós próprios fiquemos realizados. é como um espelho. precisamos dele para nos completar, nos ver. é o Outro que ajuda a contruir nossa imagem.
    E que linda essa frase, viu: O amor é ausência de culpa

    Nota 10!

    ResponderExcluir
  10. Nossa! Vc tem toda razão, sempre queremos que o outro aja da meneira que agimos. Isso é fato, e quem disser o contrário, está mentindo. Mas, acredito que, aprender a conviver com o outro, a dar sem esperar nada em troca, e acima de tudo, a ter paciência, é o que nós, seres humanos, viemos aprender aqui na terra. Faz parte da vida, néan!!! Dear, vc sab que adóoro os seus textos... este ficou ótêmooo, assim como, os outros. Bjão.. Cuide-se!!!

    ResponderExcluir
  11. Amore vc é fashion! Perfeito o seu texto... as palavras se encaixam perfeitamente.
    Impressionante como cobramos dos nossos parceiros.
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  12. Lembrei dessa música na hora que estava lendo pois pra mim é tudo que realmente precisamos de muito amor e um pouco de paciência!!!!rs*


    All we need is just a little patience (Patience)
    Tudo que precisamos é de um pouco de paciência (Paciência)

    You know, I don't like being stuck in the crowd (Could use some patience, yeah)
    Você sabe que eu não gosto de ficar preso na multidão (Então tenha um pouco de paciência, sim)

    'Cause I need you, yeah
    Yeah, but I need you (All it takes is patience, yeah)
    Sim, mas eu preciso de você (Tenha toda paciência, sim)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Amor, como vc escreve bem neh! Esse de todos foi o melhor.. ai parece q vc vive a minha vida! rs
    bjo ca

    ResponderExcluir
  14. Queridooooooo..maravilhoso texto..
    Estou encantada..caraca ..que tapa na minha cara..rsrs..de luva de pelica é claro...
    Acabei de enxergar minha impaciencia...rsrs
    bjs no coração

    ResponderExcluir
  15. Muuito legal. Já estou repensando a ideia de que paciencia tem limite, agora com Paz.

    Darei mais uma chance a mim mesma rsrsrs.

    Bjos.

    ResponderExcluir
  16. AJA PAZ+CIÊNCIA... FICAR SEM OS SEUS TEXTOS NÃO DÁ NÉ Ed...

    Tô aguardando o próximo.
    Abraçosss!!

    ResponderExcluir
  17. gostoso o texto, fluiram bem os recursos linguisticos q vc usou, deixando a mensagem leve e interessante!
    forte abraço

    ResponderExcluir
  18. Olá, cumpadre...adorei seu texto, está muito legal.
    Beijos!!!
    Rosário

    ResponderExcluir
  19. Amar sem culpa...ja é tudo no amor (verdadeiro).

    Adorei o texto,me fez refletir bastante..beijos lindo!

    ResponderExcluir
  20. nooossa meus Parabéns, estou até com umas lagriminhas nos olhos, para nao dizer que me tocou profundamente o que vc escreveu, é sempre muito bom vir no seu blog, vc é uma pessoa abençoada. Gosto de cada um dos seus textos, mas esse em especial. um Grande abraço e muito sucesso. Débora

    ResponderExcluir